Blog

O que fazer em caso de briga de vizinhos no condomínio

O que fazer em caso de briga de vizinhos no condomínioEmbora o síndico seja o representante legal dos moradores de um condomínio, não é papel dele intervir em brigas pessoais de vizinhos.

O síndico não é autoridade em segurança e não tem poder para investigar e julgar as ações das pessoas.

“Qualquer pessoa, percebendo o risco que um vizinho corre em uma briga, pode chamar a polícia. Ninguém pode ser conivente com a violência, mesmo que ela esteja sendo praticada por algum morador dentro de seu apartamento”.

O síndico sempre deve ser comunicado quando situações desse tipo acontecerem no condomínio. “Ele poderá consultar um especialista, verificar a legislação vigente e a própria convenção do condomínio para agir diante desses casos. Se necessário, ele mesmo poderá comunicar a polícia sobre o problema, mas ele nunca deverá colocar-se em risco para resolver a situação. Além disso, é essencial que o bom senso prevaleça”.

No caso de vizinhos que discutem constantemente e acabam tirando o sossego do restante dos moradores, mesmo dentro de seu próprio apartamento, saiba que essas pessoas podem ser até multadas.

“Sentir-se incomodado com o barulho das discussões vindas do apartamento vizinho também deve ser relatado ao síndico, que tomará as devidas ações. Essas pessoas deverão ser notificadas sobre o problema e, em caso de reincidência, até multados de acordo com as regras previstas na convenção do condomínio”.

O que diz a lei:

Código Civil, artigo1.336

São deveres do condômino:

IV- dar às suas partes a mesma destinação que tem a edificação, enão as utilizar de maneira prejudicial ao sossego, salubridade e segurança dos possuidores, ou aos bons costumes.

Lei Federal nº 3.688 de 23 de outubro de 1941 determina, no artigo 42, em seu capítulo IV, que não se pode perturbar o sossego alheio ou o trabalho:

I– com gritaria ou algazarra;

II– exercendo profissão incômoda ou ruidosa, em desacordo com as prescrições legais;

III– abusando de instrumentos sonoros ou sinais acústicos;

IV– provocando ou não procurando impedir barulho produzido por animal de que tem a guarda

 

Fonte: G1 Globo.com

 

 

Como fazer sabonete artesanal ou caseiro

Como fazer sabonete artesanal ou caseiroNos tempos atuais economizar um pouco é muito bem vindo correto? E que tal além de economiza você poder ganhar dinheiro! Pois É! Pensando nisso a Roche Conservadora vem te trazer uma dica bem legal e simples… Sabonete Artesanal ou caseiro como achar melhor chamar!

A partir de uma simples fórmula para fazer o sabonete você pode obter infinitas versões. Por isso as receitas para fazer sabonetes podem te oferecer uma ampla variedade deles, tanto para desfrutar e dar de presente, como para transformar em realidade o seu projeto de micro empreendimento! Vamos lá!

Primeiramente… Onde comprar os ingredientes do Sabonete Artesanal?

Você pode encontrar os ingredientes necessários em lojas especializadas em produtos químicos, lojas de materiais para artesanato, lojas de artigos para perfumaria, farmácias de manipulação e em alguns sites de venda.

O material necessário para Sabonete Artesanal.

Para fazer qualquer tipo de sabonete, tenha sempre uma panela esmaltada (não use de metal ou alumínio), uma forma para banho-maria, moldes de silicone ou de plástico (frasco p/ sabonete líquido) e plástico filme para embalar.

A Receita:

Existe uma receita básica de Sabonete Artesanal para todos que estão começando…

Ingredientes:

1 Kg de base de glicerina para sabonete (transparente ou branca);

30 ml de essência*;

corante alimentício ou a base de água;

extrato (opcional);

álcool de cereais.

*A essência pode ser dosada da forma que você preferir, algumas são mais fortes que outras.

Modo de preparo:

Corte a glicerina em pequenos pedaços.

Depois de cortar, despeje-a na panela e coloque em banho-maria (leve ao fogo baixo para que a base não ferva), e quando chegar ao estado líquido desligue o fogo.

Após derreter totalmente, coloque o corante aos poucos até chegar a cor desejada.

Deixe esfriar um pouco, até formar uma nata fina em cima da base, para que a essência e o extrato sejam fixados.

Acrescente a essência e o extrato (se quiser usar) e mexa um pouco (evite mexer muito para que não faça espuma).

Despeje a mistura na forma de silicone ou de plástico.

Borrife um pouco de álcool de cereais.

Espere o sabonete secar na fôrma por mais ou menos 30 minutos e depois desinforme.

Se necessário, retire as “rebarbas”, utilizando uma faca sem serra para não marcar.

Aguarde mais 2 horas para depois embalar no plástico filme.

A partir dessa receita você pode criar os mais diversos tipos de sabonetes, vamos te dar algumas sugestões e depois você cria com sua criatividade!

Sabonete Artesanal de Aveia e Mel.

Ingredientes:

250 g de base glicerinada;

3 colheres (sopa) de aveia em flocos desidratada;

2 colheres (sopa) de mel;

1 colher (sopa) de essência de mel.

Modo de preparo:

Corte a base glicerinada em pequenos pedaços.

Em uma panela esmaltada, em banho-maria, coloque a glicerina picada (leve ao fogo baixo para que a base não ferva) e quando chegar ao estado líquido desligue o fogo.

Deixe esfriar só um pouco até formar um nata fina em cima da base, adicione a aveia, o mel e a essência. Mexa bem.

Despeje nas formas, espere esfriar cerca de 30 minutos para desenformar e depois mais 2 horas para enrolar em plástico filme.

Sabonete Artesanal Esfoliante.

Ingredientes:

3 ml da essência que desejar (recomendada: essência de algas);

Anilina para sabonete perfumado;

100 g de base glicerinada leitosa;

3 colheres (café) de gergelim torrado;

Corante Marfim;

Álcool de cereais.

Modo de preparo:

Corte a glicerina em pequenos pedaços.

Leve ao fogo, em banho-maria e deixe derreter até chegar ao estado líquido.

Acrescente em um recipiente separado, 3 colheres de gergelim, o corante (a quantidade varia de acordo com a cor que deseja), a essência, e um pouquinho de álcool de cereais.

Depois da glicerina derretida, deixe esfriar um pouco até criar a “nata” e acrescente-a ao recipiente que estão os outros ingredientes.

Mexa tudo em torno de 5 minutos.

Coloque mais um pouquinho de álcool de cereais, mexa e despeje na fôrma.

Espere esfriar cerca de 30 minutos, retire da fôrma, deixe mais duas horas secando e depois enrole em plástico filme.

Sabonete Artesanal Líquido.

Ingredientes:

100 ml de base para sabonete líquido ou shampoo;

300 ml de água destilada;

3 colheres (sopa) de anfótero (um tipo de ácido);

1 colher (sopa) de Lauril líquido (composto químico que ajuda na limpeza);

1 colher (sopa) de essência;

Corante a base de água;

1 colher (sopa) de extrato glicólico que quiser(opcional).

Modo de preparo:

Coloque a base (de sabonete líquido ou shampoo) no recipiente de mistura.

Adicione a água destilada.

Misture com cuidado para não formar muita espuma.

Acrescente o anfótero e continue misturando cuidadosamente.

Coloque o Lauril junto à mistura.

Adicione (devagar) o extrato glicólico, a essência, e o corante (até chegar na coloração desejada).

Misture bem e cuidadosamente.

Agora é só colocar a mistura no frasco desejado.

Como te dissemos agora e só você usar sua criatividade e criar os mais diversos tipos de sabonetes!

 

Continue seguindo as dicas da ROCHE CONSERVADORA sempre atenta às novidades do mercado.

 

 

Saiba a diferença entre o mosquito comum (Culex) e o mosquito da Dengue (Aedes Aegypti)

O mosquito da dengue e o mosquito comum (Culex) são bem comuns no Brasil, porém os dois tipos de mosquitos tem características e hábitos diferentes.

CULEX (PERNILONGO COMUM)
O Culex, mosquito comum, gosta de se reproduzir em água com grande quantidade de material orgânico como fossas e esgotos. Geralmente os ovos são postos na própria água e não em seus arredores. Por isso é muito comum ter uma grande quantidade de pernilongos Culex em locais que não possuem saneamento básico apropriado.

Continue lendo “Saiba a diferença entre o mosquito comum (Culex) e o mosquito da Dengue (Aedes Aegypti)”

Roche no Combate a Dengue

O ritmo de casos de dengue no Brasil vem aumentando consideravelmente neste período do ano e nosso estado de Minas Gerais possui muitos focos do mosquito transmissor. As prefeituras vem fazendo um trabalho de conscientização nas residências e empresas e a Roche por ter atuação em centenas destes locais acaba de abrir uma campanha junto aos seus colaboradores para atuarem também no combate a Dengue.

Continue lendo “Roche no Combate a Dengue”

Como fazer a limpeza de porcelanatos?

O porcelanato é um piso muito bonito e durável e por isso pode ser utilizado em vários tipos de ambiente. Porém, é preciso cuidar bem dele para que se mantenha sempre em perfeito estado.

 

Alguns produtos podem manchar e até arranhar o piso de porcelanato, por isso, o responsável pela limpeza do deste piso deve estar atento a isso. Se for contratar alguém para fazer este serviço, certifique-se de que esta pessoa saiba como fazer a limpeza deste tipo de piso.

 

Abaixo segue a lista do que deve ser EVITADO na limpeza do porcelanato:
Continue lendo “Como fazer a limpeza de porcelanatos?”