Função do porteiro: o que deve ou não fazer no condomínio

Função do porteiro: o que deve ou não fazer no condomínio

A função do porteiro é, sem dúvida, aquela que mais simboliza um bom trabalho no seu condomínio. Veja exatamente o que ele deve e não deve fazer durante seu trabalho!

Mesmo com as tecnologias sendo cada vez mais presentes em condomínios de todo o Brasil, a função do porteiro continua sendo uma das mais importantes em qualquer condomínio.

O porteiro do condomínio é o primeiro contato que temos quando entramos em um ambiente, seja ele empresarial, seja ele domiciliar.

É por conta disso que treinamento e preparo são tão vitais para que todas as atividades desempenhadas pelo porteiro sempre tenham a garantia de que serão as melhores!

Mas tão importante quanto a execução de um bom trabalho, é essencial que saibamos exatamente quais são as funções do porteiro.

Sabendo exatamente qual a extensão da função do porteiro sabemos o que pode ser solicitado, quando e como.

E, dessa forma, temos a melhor garantia de um bom trabalho!

Quer saber mais? Conheça agora quais são todas as funções do porteiro!

Qual a função do porteiro do condomínio?

Algumas atividades são repassadas ao porteiro justamente por ser ele o primeiro contato que visitantes, entregadores e prestadores de serviços têm ao entrar em nosso condomínio.

Saiba, passo a passo, quais são as funções do porteiro e garanta uma melhor execução do trabalho desse seu grande parceiro!

Controle do acesso de visitantes

Controle do acesso de visitantes

Quando um visitante chega em nosso condomínio, é função do porteiro interfonar à nossa casa ou apartamento anunciando-o e solicitando a autorização do morador para que possa conceder o acesso ao interior do condomínio.

Da mesma forma, é ele quem deve fazer o controle da lista dos nossos convidados sempre que essa se apresentar como norma do condomínio.

Outra função do porteiro é vital para a segurança do condomínio: barrar a entrada de qualquer pessoa que não receba a autorização de acesso expressa do morador.

Recebimento de encomendas

Receber encomendas e entregá-las aos moradores é uma das funções do porteiro.

Em casos de pedidos por meio de delivery, é também função do condomínio interfonar ao morador informando a chegada do seu pedido.

Recepção de prestadores de serviço

As visitas técnicas e de prestadores de serviço – como aqueles destinados ao reparo domiciliar, instalação de serviços de internet ou TV – devem ser controladas pelo porteiro.

Para tanto, é necessário que o porteiro interfone para o morador, autorizando expressamente o acesso do prestador de serviços ao apartamento, ao escritório ou à casa, da mesma forma que é feito com os visitantes.

Em relação aos prestadores de serviço, é essencial que o porteiro mantenha também um registro com os dados de identificação de quem acessou às dependências do condomínio.

Zelar pela ordem do condomínio

Uma das principais funções do porteiro é zelar pelo bom convívio dos moradores.

É para o porteiro que, geralmente, são encaminhadas as reclamações dos condôminos e ele deve dar encaminhamento apropriado para cada uma delas.

Ser responsável pelo livro de ocorrências

Ser responsável pelo livro de ocorrências

O livro de ocorrências do condomínio é um documento que fundamenta todas as ações que serão tomadas pelo síndico, como, por exemplo, a aplicação de multas.

Por conta disso, é essencial que o livro seja mantido sempre atualizado.

A Roche tem soluções completas para Portaria e Vigia Patrimonial! Conheça todas!

Como deve ser a relação do porteiro com os moradores?

A relação do porteiro com os moradores deve ser, como toda e qualquer relação humana, pautada pela cordialidade.

Simpatia, respeito e confiança são vitais para que porteiro moradores tenham um convívio agradável.

No entanto, é essencial também que essas interações sejam sempre recíprocas e que partam, tanto do porteiro quanto dos condôminos.

O que não é função do porteiro?

Diante de tudo isso, o que podemos assumir como função que desvia daquela inicialmente designada ao porteiro?

Saiba quais são as funções mais comuns erroneamente atribuídas aos porteiros e que podem ser assumidas como desviantes!

  • Porteiro não é vigilante

Por mais que seja uma atribuição de todos os funcionários do condomínio zelar pela segurança de todos, a função do porteiro não é a de um segurança.

Coibir, enfrentar ou agir em caso da ação maliciosa de pessoas não é a função do porteiro, embora seja a dele a função de notificar de forma discreta os serviços de segurança.

  • Não é função do porteiro cuidar de crianças ou de animais de estimação

Por mais que a relação do porteiro seja zelosa com animais de estimação ou com crianças, não é função do porteiro cuidar deles.

Assim, orientar os moradores para que não deixem sob responsabilidade do porteiro o cuidado com eles é fundamental.

  • Não se deve pedir ao porteiro para carregar compras

Por mais solícito ou amigável que seja o porteiro, não é sua função descarregar e transportar compras do morador.

  • Guardar chaves de casas ou carros

Ainda que seja cômodo para o porteiro, não é sua função guardar chaves de moradores.

É fundamental que haja, portanto, um contrato de convivência entre moradores para definir, exatamente, o que se pode e o que não se pode solicitar ao porteiro.

Assim, é mias fácil resguardar que suas funções sempre poderão sempre ser cumpridas integralmente e sem causar transtornos na relação entre a portaria e os moradores.

Problemas comuns na portaria

Alguns problemas são muito comuns na portaria de condomínios.

Entre eles, os maiores são relacionados a:

  • Falta de atenção em relação ao trabalho;
  • Permitir que visitantes regulares acessem as dependências do condomínio sem autorização do morador;
  • Falta de discrição em relação aos hábitos ou estilo de vida dos moradores;
  • Complicações relacionadas ao não preenchimento imediato do livro de ocorrências do condomínio;
  • Falta de qualificação profissional.

Qual a função do porteiro na portaria virtual?

Qual a função do porteiro na portaria virtual?

As funções do porteiro em portaria virtual são muito parecidas com aquelas que identificamos aqui como funções do porteiro que trabalha presencialmente nos condomínios.

Assim, podemos esperar que ele atue na segurança das dependências do condomínio, autorizando sempre o acesso de visitantes e prestadores de serviços sempre que assim for requisitado e autorizado pelos moradores.

Além disso, é possível também que a portaria virtual desenvolva estratégias que permitam até mesmo a entrega de documentos e encomendas!

Quer saber mais? Conheça o serviço de Portaria Virtual prestado pela Roche!

As funções do porteiro são vitais para o bom funcionamento de um condomínio e, sobretudo, para que todos possam viver em segurança.

Para isso, treinamentos, estabelecimento de regras e contrato de convivência podem ser instrumentos de grande auxílio para o bom trabalho do porteiro!