Manutenção de elevadores: saiba como garantir a segurança

Fazer a manutenção de elevadores de forma regular é uma garantia de segurança para o seu condomínio e seus moradores.

A manutenção de elevadores é um assunto sério e fazê-la corretamente garante mais segurança para os condôminos e seu prédio.

Conhecer todos os critérios e etapas da manutenção de elevadores torna mais segura a escolha pela empresa que irá realizar o serviço em seu condomínio.

Hoje você conhecerá tudo sobre a manutenção de elevadores e estará pronto para fazer uma melhor escolha na hora de contratar a empresa de reparos e vistoria!

Continue lendo “Manutenção de elevadores: saiba como garantir a segurança”

Manutenção predial: serviços e periodicidade recomendada

A manutenção predial é uma forma de garantir o pleno funcionamento dos equipamentos do condomínios e a segurança para seus moradores

Fazer a manutenção dos equipamentos e dos ambientes de um condomínio é uma forma de garantir que os investimentos ali realizados serão preservados ao longo do tempo.

A manutenção acaba por fazer com que sejam identificados problemas estruturais ou em equipamentos antes que eles se manifestem com gravidade.

Além disso, é uma forma de economizar – e muito! – com os gastos emergenciais.

Aprenda a fazer a correta desinfecção de ambientes

O que é manutenção predial?

A manutenção predial, conforme define a NBR 5674 da ABNT, é o conjunto de atividades que devem ser realizadas para que haja a conservação, a recuperação ou a manutenção das funções de uma edificação.

As funções de uma edificação vão além daquelas que podemos notar ao entrar em um prédio. 

Podemos observar: a limpeza, a integridade dos espaços, o funcionamento dos elevadores e diversos outros aspectos que remetem a um ambiente funcional.

No entanto, sabemos que a manutenção, conservação e recuperação de espaços vão além desses aspectos que realmente saltam aos olhos em uma primeira observação de um espaço.

Através dessa norma, a Associação Brasileira de Normas Técnicas determina quais são as atividades que devem ser realizadas para garantir, também, a segurança dos condôminos.

Assim, quando se trata de segurança, aquele que mais se sobressai, sem dúvida, é a segurança do corpo, da vida e da saúde.

No entanto, também devemos considerar a segurança financeira de quem investe seus recursos financeiros em um prédio e que devem também ser resguardados.

Quais os tipos de manutenção predial?

Dentre as várias demandas que um condomínio exige, temos três tipos de manutenção predial que devem ser realizadas regularmente. São elas:

  • Corretiva;
  • Preventiva;
  • Preditiva.

A manutenção corretiva tem a finalidade de corrigir qualquer tipo de desgaste em maquinários e instalações do condomínio.

Assim, é um tipo de manutenção predial que pode ser entendida como reativa, uma vez que é sempre uma resposta a uma determinada necessidade do prédio.

Isso faz com que esse tipo de manutenção tenha um valor mais elevado, sobretudo porque ela não está prevista.

Já a manutenção preventiva é feita quando o condomínio tem a necessidade de um reparo e, por si só, acaba por ter a finalidade de conservar as funções que o edifício apresenta.

Por fim, a manutenção preditiva é uma “mistura” dos outros dos tipos de manutenção, a preventiva e a corretiva.

Esse tipo de manutenção sempre tem início por uma situação que exige correção e depois acaba por avaliar sempre os equipamentos e instalações do prédio.

Com o acompanhamento regular, é possível garantir que os equipamentos tenham sua funcionalidade acompanhada através do tempo, evitando, também, demais manutenções corretivas.

Assim, a manutenção preditiva tem um custo muito mais baixo que a corretiva, poupando recursos importantes do condomínio.

Serviços de manutenção predial mais comuns

  • Manutenção preventiva

A manutenção predial preventiva tem os custos menores e dentre eles estão aqueles reparos simples, como revisão do funcionamento de equipamentos de segurança.

  • Manutenção corretiva

A manutenção do tipo corretiva acaba por comprometer a utilização do equipamento predial.

É importante destacar que a manutenção corretiva acontece quando a manutenção preventiva acaba por não sanar todas as demandas que o desgaste e o uso dos equipamentos geram.

Como esse tipo de manutenção acaba por exigir mão de obra especializada, também gera maior despesa para o condomínio, inclusive com peças que deverão ser compradas.

  • Manutenção preditiva

A manutenção preditiva envolve a avaliação constante dos ativos do condomínio, sejam equipamentos, sejam instalações.

A partir da análise do estado dos equipamentos do condomínio, técnicos elaboram uma estratégia de recuperação de cada um deles.

Esse tipo de manutenção acaba por colocar o condomínio sempre um passo à frente de paradas de funcionamento dos equipamentos, e ainda gerar economia em relação aos consertos emergenciais.

Como criar uma lista de manutenção predial

  • Manutenção preventiva

Dentre os serviços de manutenção preventiva, você pode fazer, regularmente, a revisão elétrica, hidráulica e tubulação de gás do condomínio, a atualização dos equipamentos e sistemas de segurança e ainda a revisão do funcionamento dos elevadores.

  • Manutenção corretiva

No escopo da manutenção corretiva temos o conserto emergencial de vazamentos, reparos de infiltração, rachaduras ou fissuras estruturais e ainda a troca de peças de equipamentos como portão, elevador ou bomba de piscina.

  • Manutenção preditiva

Por fim, a manutenção preditiva acaba por envolver a avaliação criteriosa de diversos equipamentos eletrônicos que o condomínio possa ter, a atualização de sistemas de segurança e a revisão estrutural do prédio.

Quem deve se envolver na manutenção predial?

Quando se trata da manutenção predial, além da equipe técnica que deverá executar todo e qualquer reparo ou revisão dos equipamentos do condomínio, temos também o envolvimento das próprias equipes de trabalho do prédio.

Assim, o envolvimento do síndico, subsíndico e zelador também é essencial.

Isso vai garantir que ao longo do tempo se possa analisar eventuais demandas que possam gerar grande dispêndio ao condomínio.

Assim, os demais profissionais que podem estar envolvidos na manutenção predial são:

  • Encanadores;
  • Eletricistas;
  • Pintores;
  • Engenheiros;
  • Vidraceiros;
  • Faxineiros;
  • Pedreiros.

Periodicidade recomendada

Fazer a manutenção predial preditiva periodicamente acaba por garantir maior vida útil dos investimentos feitos no condomínio.

Diante disso, é possível garantir maior saúde financeira para o caixa do condomínio, além de levar mais segurança aos moradores.

Assim, o síndico, administradores e demais gestores do condomínio devem sempre se manter atentos ao calendário de manutenção dos seus ativos.

A periodicidade e o planejamento da manutenção preditiva deve observar cada equipamento individualmente, seguindo as recomendações do fabricante.

Essa ação, por fim, garante também termos de garantia do equipamento, o que acaba por gerar também maior controle financeiro para o condomínio.

A fim de manter o calendário de manutenção sempre em dia, é fundamental que alguém seja responsável por sua observação.

O zelador, por exemplo, por ter de circular frequentemente pelo condomínio, é capaz de observar atentamente as necessidades que possam se apresentar em relação aos mais diversos equipamentos nele instalados.

Alguns equipamentos, como aqueles instalados em áreas comuns, devem ser inspecionados diariamente e mensalmente, em uma verificação mais aprofundada e atenciosa.

Os brinquedos do playground, sistema de rega do jardim, bomba da piscina e luminárias devem ser observados detalhadamente todos os meses.

Já a manutenção dos elevadores obedece um calendário específico, de acordo com as instruções de cada fabricante.

Da mesma forma funcionam também os sistemas de segurança, sejam aqueles fixados por empresas terceirizadas, sejam aqueles instalados de forma autônoma pelo condomínio.

Por fim, as instalações elétricas e hidráulicas devem ser inspecionadas anualmente e de forma bem detalhada, a fim de garantir que não haja intercorrências que gerem grande despesa para o condomínio.

Conclusão

Agora que você conhece os benefícios da manutenção preventiva, que tal elaborar, em seu condomínio, um calendário para essas verificações de rotina?

Essa é uma forma de garantir que os investimentos realizados no condomínio acabem por gerar maior retorno a longo prazo, evitando também reparos emergenciais.

Conheça nossas soluções em limpeza e conservação e garanta a manutenção do seu condomínio!